Diário de um sociólogo

0
 Artigos
306

A pergunta fundamental

 Diário de um sociólogoPublicado ontem
Na maior parte da vida da humanidade, os fenómenos sociais e naturais eram - e continuam a ser - vistos como movidos por causas sobre-humanas. A pergunta fundamental aqui era: quem fez mover isto ou quem provocou isto?A ciência clássica inverteu esse estado de coisas. (...)

    Pensamento do dia-a-dia

    Uma parte significativa do que se produz como análise mais não é do que um conjunto de julgamentos. O juiz é a figura primeira, o analista raramente aparece. Mais importantes do que as categorias e a estrutura lógica do raciocínio, são as representações e as ideias, os julgamentos de valor. (...)

      Uma coluna semanal

      "Fungulamaso" (=abre o olho, está atento, expressão em ShiNhúnguè por mim agrupada a partir das palavras "fungula" e "maso") é uma coluna semanal do "Savana" sempre na página 19 com 148 palavras. Edição 1336 de 16/08/2019. Se quiser ampliar a imagem, clique sobre ela com o lado esquerdo do rato. (...)

        Duas constantes

        No nosso pensamento do dia-a-dia existem duas constantes:1. Primado do julgamento sobre a análise: recurso à validação normativa mais do que à validação lógica;2. Primado da posição disjuntiva: estar irredutivelmente a favor ou contra.

          Uma coluna de ironia

          Na última página do semanário "Savana" existe uma coluna de ironia - suave nuns casos, cáustica noutros - que se chama "À hora do fecho". Naturalmente que é necessário conhecer um pouco a alma da vida local para se saber que situações e pessoas são descritas. (...)

            Poder que se mostra e se resguarda

            A nossa concepção óptica e imediata do poder avalia-o quando o vemos, quando um determinado coágulo de poder está diante de nós, quando a augusta figura que o representa está presente em carne e osso. Poder é poder visto, poder sensorial. Dificilmente temos do poder uma concepção relacional. (...)

              Admirável

              Admirável é a capacidade de certas pessoas de avaliar outrem a partir de certos pressupostos, certos jornais, certas aparências, sem nenhum conhecimento real de quem é esse outrem e de quais são os seus círculos de história, trabalho, contacto e lazer.

                Para a psicologia dos rumores em Moçambique [136]

                -Lenda urbana, boato ou rumor é "um relato anónimo, breve, com múltiplas variantes, de conteúdo surpreendente, contado como verdadeiro e recente num meio social do qual exprime de maneira simbólica os medos e as aspirações." (in Renard, Jean-Bruno, Rumeurs et légendes urbaines. (...)

                  Espectáculo

                  O espectáculo puro do poder político dando-se a conhecer e procurando causar efeitos ópticos prolongados - eis o tecto do poder nos comícios, iniciado logo que o líder surge com grande aparato.

                    Uma coluna semanal

                    "Fungulamaso" (=abre o olho, está atento, expressão em ShiNhúnguè por mim agrupada a partir das palavras "fungula" e "maso") é uma coluna semanal do "Savana" sempre na página 19 com 148 palavras. Edição 1335 de 09/08/2019. Se quiser ampliar a imagem, clique sobre ela com o lado esquerdo do rato. (...)

                      Inscrições até 01 de Novembro

                      Aqui. Amplie a imagem clicando sobre ela com o lado esquerdo do rato. Resultados das edições de 2016 (aqui, aqui, aqui) e 2018 (aqui).

                        Uma coluna de ironia

                        Na última página do semanário "Savana" existe uma coluna de ironia - suave nuns casos, cáustica noutros - que se chama "À hora do fecho". Naturalmente que é necessário conhecer um pouco a alma da vida local para se saber que situações e pessoas são descritas. (...)

                          Visibilidade

                          Quantos mais holofotes cognitivos estiverem direccionados para um determinado fenómeno mais e melhor o estudaremos e compreenderemos.

                            Comício

                            Quanto mais gente estiver presente no comício mais o líder se convence de que tem a seus pés a nação inteira em formato concentrado.

                              Para a psicologia dos rumores em Moçambique [135]

                              -Lenda urbana, boato ou rumor é "um relato anónimo, breve, com múltiplas variantes, de conteúdo surpreendente, contado como verdadeiro e recente num meio social do qual exprime de maneira simbólica os medos e as aspirações." (in Renard, Jean-Bruno, Rumeurs et légendes urbaines. (...)

                                Confronto

                                As forças do invisível - divindades, espíritos, habitando o saber simbólico analógico e mágico - são entidades vivas e intervenientes em permanência nas nossas vidas - esta é a crença popular. Isto abre a porta às contradições com a biomedicina.

                                  Uma coluna semanal

                                  "Fungulamaso" (=abre o olho, está atento, expressão em ShiNhúnguè por mim agrupada a partir das palavras "fungula" e "maso") é uma coluna semanal do "Savana" sempre na página 19 com 148 palavras. Edição 1334 de 02/08/2019. Se quiser ampliar a imagem, clique sobre ela com o lado esquerdo do rato. (...)

                                    Nutrientes

                                    Uma baixa quantidade de nutrientes atrasa ou impede o rendimento escolar. Crianças com dificuldade de concentração ou de coordenação motora são regra geral aquelas que possuem alimentação insuficiente e/ou inadequada.

                                      Uma coluna de ironia

                                      Na última página do semanário "Savana" existe uma coluna de ironia - suave nuns casos, cáustica noutros - que se chama "À hora do fecho". Naturalmente que é necessário conhecer um pouco a alma da vida local para se saber que situações e pessoas são descritas. (...)

                                        Hábito

                                        Será sempre um desafio perguntarmo-nos sobre que factores e condições geram a incorporação e a sedimentação em nós do fenómeno da obediência tornado hábito.

                                          Almas sequiosas

                                          Um Mercedes último modelo, por exemplo, torna-se um altar para certas almas sequiosas; o seu utente, um pequeno deus adorado.

                                            Ver mais